Governo, deputados e partidos (1)

Passamos anos a pedir que os deputados pressionem os governos que apoiam, que tenham espírito de iniciativa e que dêem corpo ao seu mandato.
Quando os deputados pressionam o governo, apresentam iniciativas e dão corpo ao seu mandato, conclui-se que estão a ser demasiado autónomos ou a pisar um risco que afinal deve continuar no lugar.

A desenvolver.

This entry was posted in Autopsicodiagnose, Parlamento and tagged , , . Bookmark the permalink.