#Publicobem

Ainda sobre a questão do tira-teimas do Público, chamaram-me a atenção que o Público emendou o seu texto. De facto agora escreve no fim:

Luís Montenegro está factualmente correcto, pois refere-se ao facto do presidente da Assembleia ter sido proposto e eleito com o apoio do partido mais votado, mesmo quando não saiu das suas fileiras. Mas já por duas vezes a segunda figura do Estado emanou de uma bancada que não era a maioritária.

 

Houve o cuidado de clarificar o texto ainda que eu tivesse alterado a avaliação para “talvez”. Mas ainda assim, #Publicobem

This entry was posted in Portugal. Bookmark the permalink.