Lula a ministro

Os meus amigos do e no Brasil, e são muitos, que me desculpem mas isto é sintoma dum país em que o regime já não tem respeito por si mesmo.

Afinal, Lula vai tornar-se ministro no governo de Dilma Rousseff

A imunidade de que gozam membros dos órgãos de soberania – no Brasil como em qualquer país civilizado do mundo – é uma norma que procura evitar que o poder judicial interfira no poder político (ao contrário, note-se que um governante não pode remover um juíz, por exemplo) e assim se mantenha uma sã separação de poderes. Note-se também que a imunidade é no geral anulável, mas por um órgão do mesmo poder. Em Portugal, p.ex., a Assembleia da República autoriza regularmente que deputados possam apresentar-se em processos em que sejam arguidos ou testemunhas.
Outra coisa completamente diferente é usar essa imunidade para proteger alguém que está no decorrer da sua vida normal com a justiça a braços. E é aliás exactamente porque Lula da Silva já foi governante que deve, findos os seus mandatos, estar inteiramente disponível, sem protecções que o distingam dum cidadão normal, para cooperar com a justiça. Esperemos que não seja verdade. Dilma já tem problemas que chegue com a pressão popular nas ruas, não vejo como ajudaria a sua posição mais esta machadada na credibilidade do PT. Claro que sendo o PT um simpático partido de esquerda tem garantida a superioridade moral dos comentadeiros do costume.

This entry was posted in internacional and tagged , , , . Bookmark the permalink.