Socialismo

Evito, sempre que posso, andar de táxi. O serviço que a Uber facilita é melhor, mais cómodo, mais simpático, mais prático, mas – sobretudo, e sejam as razões que forem – é o serviço da minha escolha. E é assim que deve ser numa sociedade livre: há vários concorrentes, há vários operadores, e as pessoas fazem escolhas. Com essas escolhas canalizam recursos para uns e outros ficam sem esses recursos. Dessa forma comunica-se economia fora quais os mais procurados, quais os menos procurados e os agentes têm de responder a esses fenómenos. Aliás, quando ainda andava, fazia questão de salientar estas questões aos bons motoristas, que claro que os há, que encontrava nos táxis e tentava manter-me fiel.

Infelizmente o governo não percebe isso. É natural, sendo Socialista, que tudo isto lhe faça confusão. A mim faz-me confusão ter de pagar um serviço que conscientemente procuro evitar. Acho má política económica e acho politicamente imoral ter de financiar um serviço que conscientemente evito. Obrigado por nada – e continuo-me pela Uber.

This entry was posted in estadinho, Portugal, PS and tagged , , . Bookmark the permalink.